Volvo entrega primeiro veículo feito com aço livre de energia fóssil

A Volvo CE (Construction Equipment) realizou a entrega do primeiro veículo produzido com aço livre de energia de origem fóssil. A iniciativa faz parte do compromisso da montadora com a redução do carbono na cadeia produtiva industrial. O caminhão articulado A30G Fossil-Free Steel foi entregue à construtora sueca NCC, e a cerimônia contou com a presença de Melker Jernberg, presidente da Volvo CE, de Annika Strandhall, ministra do Clima e Meio Ambiente da Suécia, e de John Kerry, enviado especial dos EUA para o Clima.

“A NCC tem o firme propósito de contribuir com o desenvolvimento sustentável. Estamos trabalhando sistematicamente e com grande determinação para atingir essa meta, que inclui a seleção de máquinas que satisfaçam nosso alto nível de exigência. Para isso, são necessárias parcerias fortes e proativas que tornem essa mudança uma realidade, como foi o caso da aquisição do caminhão articulado A30G fossil-free”, declara Tomas Carlsson, CEO e presidente da NCC.

A entrega aconteceu nove meses depois da Volvo CE apresentar o primeiro veículo do mundo com aço produzido sem uso de energia fóssil, que ainda estava na fase de testes antes da produção em série. O Volvo A30G é fabricado na unidade industrial de Braås, na Suécia, com “aço verde” produzido pela SSAB (Svenskt Stål Aktiebolag).

“Temos certeza de que o caminho para a descarbonização da indústria de construção vai demandar a colaboração e a ação de todos os atores da cadeia de valor. Graças às fortes parcerias que temos com outras empresas, orientadas pelo mesmo pensamento, foi possível liderar essa mudança na direção de manufatura livre de energia fóssil e, pela primeira vez, entregar uma máquina com essa tecnologia. Transformar compromisso em ações é a chave para a construção do mundo em que queremos viver”, declara Jernberg.

O Grupo Volvo estabeleceu o plano de iniciativas para zerar emissões de gases nocivos ao meio ambiente até 2040, e para isso vem desenvolvendo veículos com redução ou eliminação da emissão de CO2, caminhões e ônibus com propulsão 100% elétrica ou híbrida, e também a redução de carbono em toda a sua cadeia de produção, como é o caso do uso de aço livre de energia fóssil, embora seja adotada gradualmente, pois dependerá da disponibilidade de matéria-prima disponível.

Foto: Volvo