Saiba quais são os grupos proprietários das marcas de caminhões no mundo

Existem atualmente no mundo várias marcas de caminhões, mas muitas outras foram extintas ao longo da história por diversas razões. Algumas fabricantes acabaram por absorver marcas rivais, formando grupos industriais produtores de veículos comerciais, como estratégia de atuação no mercado global, com sinergia de chassis, motores, suspensões, cabines e outros componentes entre diversas marcas, com objetivo de reduzir custos de produção e, consequentemente, o preço final para o cliente tanto de veículos novos quanto de peças de reposição e serviços de manutenção. Outra vantagem de um grupo industrial é a capacidade de barganha junto a fornecedores para a aquisição de matéria-prima e componentes em grande quantidade com preços mais baixos.

Confira a seguir os grandes grupos multinacionais e as respectivas marcas que são de suas propriedades:

Daimler Truck (Alemanha):
Mercedes-Benz Trucks & Buses (Alemanha), Freightliner (EUA), Freightliner Custom Chassis Bus (EUA), Western Star (EUA), Mitsubishi Fuso (Japão), BharatBenz (Índia)

Iveco Group (Países Baixos):
Iveco (Itália), Iveco Bus (Itália), Heuliez Bus (França), Iveco Defence Vehicles (Itália), Magirus (Alemanha) e FPT Industrial (Itália). Este grupo está se separando da CNH Industrial e, a partir de janeiro de 2022, passa a se dedicar exclusivamente à linha de produtos on-highway (caminhões, ônibus, comerciais leves, veículos vocacionais e especiais, motores e transmissões). A CNH Industrial, também com sede nos Países Baixos, permanecerá como um grupo especializado apenas em tratores agrícolas e de construção.

Paccar (EUA):
Kenworth (EUA), Peterbilt (EUA) e DAF (Países Baixos)

SAIC (China):
Hongyan (SAIC Iveco Hongyan) e Naveco (Nanjing Iveco)

Toyota (Japão):
Hino (Japão)

Traton (Alemanha):
MAN Truck & Bus (Alemanha), Scania (Suécia), VW Caminhões e Ônibus (Brasil) e Navistar (EUA), adquirida recentemente e que integra as marcas International, IC Bus e MWM. A Traton é uma divisão do Grupo Volkswagen criada especificamente para integrar suas marcas de veículos comerciais.

Volvo Group (Suécia):
Volvo Trucks (Suécia), Volvo Buses (Suécia), Mack (EUA), Renault Trucks (França), UD Trucks (Japão), Arquus (França) e JMC (China).

Existem muitas marcas de caminhões que ainda são independentes, não fazendo parte de grandes grupos globais, como Tatra (República Tcheca), BMC (Turquia), MAZ (Belarus), KrAZ (Ucrânia), Jelcz (Polônia), as russas Kamaz e Ural, as chinesas Beiben, BYD, CAMC, Dayun, Dongfeng, FAW, Foton, JAC Motors, Shacman, Sinotruk, entre outras. No Brasil, a Agrale é a única marca de caminhões independente com capital 100% nacional.

Além disso, os grupos e marcas independentes costumam estabelecer parcerias e joint-ventures entre si para o desenvolvimento e produção de veículos, como, por exemplo, os acordos da Daimler com a russa Kamaz e a chinesa Foton, e da Iveco Group com a chinesa SAIC e a norte-americana Nikola.

Foto: Daimler Truck