Motor Cummins ISL 8.9 terceira geração conquista liderança na sua categoria

A Cummins Brasil celebra a liderança do motor ISL 8.9 terceira geração na categoria de potência de 360 cv, para até 53 toneladas, com 47,9% de participação de mercado no país. O propulsor é destinado ao segmento de pesados e foi desenvolvido pela equipe da engenharia brasileira da Cummins em projeto que teve início em 2017 e já conta atualmente com mais de 1 milhão de unidades em circulação no mundo, representando 64% do mercado de veículos.

No mercado brasileiro, desde 2018 a companhia registrou aumento de participação de 12,9% desse motor. “Entre as melhorias do ISL, elevamos a robustez, desenvolvendo novos componentes com uso de materiais premium, mais nobres, em peças como cabeçote para proporcionar excelência em condições extremas de temperatura e operações severas no mercado de caminhões pesados, ampliando a confiabilidade”, afirma Luis Chain Faraj, diretor de Serviços da Cummins Regional e gerente Técnico no México, América Central e do Sul.
 
O Cummins ISL 8.9 está em sua terceira geração, sendo a segunda na versão eletrônica, com avanços de engenharia que proporcionaram redução do consumo de combustível entre 5% e 10% e também aumento da disponibilidade do equipamento, ampliando o período para realização de manutenção, o que reduz o tempo do produto fora de atividade, aumentando, assim, a produtividade para os clientes.
 
O propulsor apresenta potência entre 330 cv e 420 cv nas aplicações de vão de 23 a 53 toneladas. “Estamos falando de um motor robusto, confiável e que conta com mais 20 anos de história e contribuições em segmentos como automotivo, agrícola, construção, mineração, entre outros”, reforça Faraj. O Cummins ISL 8.9 começou a ser produzido em Guarulhos (SP) em 2012, e além do Brasil, o propulsor é fabricado também nas unidades de Carolina do Norte (EUA), Darlington (Inglaterra), Xiangyang (China) e Oyama (Japão).

Foto: Cummins