Ouro Verde recebe aporte de R$ 206 milhões para ampliação de frota

A Ouro Verde, empresa de gestão e terceirização de frotas de veículos leves e pesados, recebeu um aporte de US$ 40 milhões (aproximadamente R$ 206 milhões) da gestora global de ativos Brookfield. O objetivo do aporte é viabilizar a expansão dos negócios no mercado nacional por meio da ampliação da frota, com a aquisição de veículos leves, máquinas e equipamentos pesados.

A Brookfield considera ainda incrementar essa rodada de investimento em mais US$ 60 milhões (aproximadamente R$ 300 milhões). De acordo com a controladora, tal aporte será realizado no momento oportuno.

O CEO da Ouro Verde, Claudio Zattar, ressalta que o mercado vem reconhecendo os benefícios financeiros e de eficiência da terceirização de frota de leves e pesadas. “Nossos clientes estão conseguindo reduções de até 30% no custo total de propriedade. É excelente poder contar com o contínuo suporte da Brookfield na ampliação da companhia. Este aporte nos permitirá expandir nossas operações, trazendo soluções customizadas de locação, manutenção, e operação de ativos para nossos clientes corporativos e PMEs”, afirma Zattar.

No segundo trimestre deste ano, a frota da Ouro Verde cresceu 34% em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando 28.998 veículos — número que representa o maior investimento trimestral da história da empresa, um total de R$ 403 milhões. Somente no primeiro semestre deste ano, a companhia investiu mais do que em todo o ano de 2020 (aproximadamente R$ 700 milhões).

Na frente de diversificação de estratégia, a companhia lançou, na última semana, a plataforma Ouro Verde Smart, um serviço de assinatura de veículos direcionado para pequenas e médias empresas (PMEs), profissionais liberais e cooperativas, com investimento de R$ 140 milhões. O serviço possui 500 carros já em estoque e outros 2 mil veículos que serão entregues até o final deste ano.

De: Mundo Logística | Foto: Ouro Verde