Duplicação de 168 km da rodovia Cuiabá-Rondonópolis, em MT, é concluída

Nesta sexta-feira (20), foi entregue, após 8 anos de obras, o último segmento da duplicação da BR-163/364, que possui 168 quilômetros de extensão entre Cuiabá e Rondonópolis, no Mato Grosso. No último segmento entregue, localizado próximo da capital mato-grossense, foram construídos quatro viadutos, implantadas ou revitalizadas as pistas marginais da rodovia, possibilitando a separação entre o trânsito pesado de caminhões e o fluxo local de veículos menores que acessam os bairros residenciais da região, resultando em maior segurança e melhoria no fluxo do tráfego, onde, somente no primeiro semestre de 2021, mais de 30 mil veículos trafegaram diariamente no trecho.

“Esse é um dos mais importantes empreendimentos de infraestrutura de transportes do país. Agora, os caminhoneiros podem ir de Cuiabá até Rondonópolis, que é outro grande polo do agronegócio do Mato Grosso, em uma rodovia com pistas totalmente duplicadas. Isso significa menor tempo de viagem, redução de custos e, consequentemente, maior competitividade do produto nacional lá fora”, destacou Tarcísio Gomes de Freitas, ministro da Infraestrutura.

A duplicação da rodovia contribui para o fluxo de tráfego de carretas rumo aos portos da Região Sul, para escoamento de quase 10 milhões de toneladas por ano de soja e milho para serem embarcados para o mercado internacional. De acordo com o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), já se encontra em fase de elaboração de projeto a obra de construção do contorno do município de Jaciara. Nos últimos sete anos, a partir da conclusão dos primeiros trechos de duplicação da rodovia, o número de acidentes reduziu 64%, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal, passando de mais de 800 para cerca de 300 em 2020, principalmente colisões frontais.

Em 2020, foram já haviam sido entregues dois contornos rodoviários, um em Juscimeira e outro em São Pedro da Cipa, além de um novo posto da Polícia Rodoviária Federal no km 388, na saída de Cuiabá em direção a Rondonópolis. A ampliação da BR-163 no sul do Mato Grosso se soma à concessão do trecho norte da rodovia, que vai de Sinop até o distrito de Miritituba, no Pará, com investimentos de R$ 2 bilhões previstos no contrato de 10 anos com o Consórcio Via Brasil. A ampliação da malha rodoviária é de grande importância para a região, que possui intensa atividade do agronegócio.

Foto: DNIT