Meritor celebra 65 anos de Brasil com mais de 8,7 milhões de eixos produzidos

A Meritor, companhia líder na fabricação de eixos e sistemas de drivetrain para veículos comerciais, está comemorando neste mês os 65 anos de atuação no Brasil, com a produção em suas plantas industriais de Osasco (SP) e Resende (RJ) de um total de mais de 8,7 milhões de eixos, dos quais mais de 3,5 milhões de unidades destinados a veículos comerciais. A empresa possui um market share de 50% no fornecimento de eixos trativos e suspensões para os segmentos acima de 6 toneladas e mantém foco na inovação, com novos produtos que atendem às demandas do futuro, como é o caso dos veículos elétricos, com o lançamento do eixo MS-120 ECO, desenvolvido especialmente para o recém-lançado VW e-Delivery.

A sistemista aproveitou a celebração para anunciar o início do desenvolvimento dos próximos produtos da Blue Horizon, unidade de negócio da Meritor dedicada a novas tecnologias para a mobilidade, que são os eixos elétricos 12Xe e 17Xe, cujos testes estão previstos para começar no início de 2022. O trem de força 12Xe será oferecido para caminhões entre 6 t e 19 t de peso bruto total combinado (PBTC), de até 200 kW de potência contínua nas configurações 6×2 ou 4×2, enquanto o 17Xe equipará caminhões entre 26 e 44 t de PBTC, e fornecendo até 430 kW de potência contínua nas configurações 6×2 ou 4×2.

“Por sermos uma empresa global e trabalharmos com as engenharias integradas, o 14Xe, desenhado para equipar caminhões médios e pesados entre 9t e 26t de PBT nas configurações 4×2 e 6×2, e entre 26t e 40t de PBTC na configuração 6×4 já está em fase de prospecção no Brasil”, declara Adalberto Momi, vice-presidente da Meritor para a América do Sul.

Em cenário de grandes transformações para a indústria automotiva em geral e caminhonística em particular, a Meritor Brasil completa 65 anos com parceiros como VW Caminhões e Ônibus (VWCO), Iveco, Mercedes-Benz, DAF, Volvo e Agrale, oferecendo aos clientes uma ampla gama de produtos para as suas linhas de caminhões, ônibus e utilitários. Entre simples, duplos e tandem, os eixos produzidos na fábrica de Osasco vão de 6 toneladas a 125 toneladas de PBTC.

Com metade do mercado de eixos acima de 6 t e 60% de participação em veículos pesados, a produção da Meritor Brasil segue impulsionada pelo bom desempenho do mercado brasileiro de veículos comerciais, prevendo um crescimento de 90,48% em 2021, em relação ao mesmo período do ano passado, ou seja, de 63 mil eixos produzidos em 2020 para 120 mil eixos em 2021.

“Apesar de estarmos otimistas com a alta demanda e a fila de espera, após ano de retração por conta da pandemia, teremos de ser cautelosos com a cadeia de suprimentos, tanto local quanto internacional, já que competimos com outras regiões do mundo e precisamos compartilhar os volumes e preços das commodities que estão em alta”, afirma Kleber Assanti, diretor de Vendas e Marketing da Meritor para a América do Sul.

Para contornar a situação atual com problemas de abastecimento de insumos, a empresa realiza planejamento estratégico junto aos clientes. “Há um trabalho em andamento para evitar o desabastecimento. Estamos antecipando os movimentos para gerarmos alternativas que são inclusive divididas com os nossos parceiros, com a ampliação dos canais e adesão de múltiplas fontes em toda a nossa cadeia”, diz Rafael Souza, diretor de Compras da Meritor Brasil.

Independente do cenário, a Meritor segue investindo na melhoria contínua de suas linhas de produção no país. “Investimos no parque industrial, na modernização para elevar a capacidade de nossas instalações com implantação de processos de manufatura mais eficientes e robotizados, além da expansão e atualização do LEM, nosso Laboratório de Ensaios Mecânicos, tornando-o referência global”, declara Alexandre Marien, diretor de Operações da Meritor para a América do Sul.

Os desafios para as operações da Meritor Brasil em reduzir custos e elevar o valor agregado de seus produtos para contribuir com o sucesso dos seus parceiros estimularam a companhia a continuar inovando, desenvolvendo tecnologias e novas soluções para seus produtos completando, como a utilização de um novo processo de solda a laser que eliminou o uso de fixadores na concepção do diferencial, resultando em redução do consumo de combustível, e ampliando o portfólio de diferenciais posteriores com o lançamento do eixo tandem premium MT-610, de até 125 toneladas, com maior índice de nacionalização, com redução nas extremidades e montado na versão de carcaça fundida.

Outro destaque é o MS-160 EVO, uma evolução do MS-160, eixo traseiro de simples redução para aplicações de até 45 toneladas na versão solo, e de 74 toneladas na versão tandem, que recebeu melhorias e ficou mais leve e robusto, com novo design que integra os componentes. O MS-160 EVO tem início de produção previsto para o segundo semestre deste ano e foi desenvolvido para trazer mais confiabilidade e desempenho às aplicações mais severas, como caminhões rodoviários, de construção, de coleta de lixo e em ônibus urbanos e rodoviários.

Dando prosseguimento à inovação, a Meritor desenvolveu o Auto-DCDL, um componente de bloqueio automático do diferencial que possibilita o travamento automático das rodas, solução que será oferecida como opcional para as montadoras a partir de 2022, elevando o nível de conectividade dos veículos através de uma unidade de controle eletrônica acoplada no próprio diferencial, sem a necessidade de adaptação ao sistema de controle do veículo, facilitando o processo de fabricação com uma solução Plug & Play de montagem.

Outra novidade é o Meritor Detachable, um sistema que permite transformar o veículo 6×4 em 6×2 (em versões nas quais o equipamento não suspende o eixo e, na configuração 4×2, suspendendo o segundo eixo trativo), contribuindo com a redução dos custos de manutenção e pedágios, desgaste de pneus e consumo de combustível. Esta tecnologia inovadora foi desenvolvida 100% pelo time de engenharia brasileiro e pode equipar os eixos 6×4 e 8×4 tandem dos modelos MT-14x, MT-150, MT-160 e MT-610. “A redução em tarifas de pedágio chega a 33% e o ganho de eficiência é de até 2%, considerando apenas a desacoplagem do segundo eixo trativo e de até 5% suspendendo o mesmo”, explica Fabio Brandão, diretor de Engenharia da Meritor Brasil.

A Meritor também enfatizou que o crescimento sustentável da companhia é pautado pelo mindset de diversidade e inclusão, temas que se fortalecem com as ações que vêm sendo praticadas com a conscientização de diferentes grupos de pessoas para promover a motivação e o acolhimento de todo o ecossistema da empresa. Desde o ano passado, a Meritor é signatária do programa Princípios de Empoderamento das Mulheres da ONU.

“Em nossa estratégia organizacional, as iniciativas de diversidade e inclusão, que contemplam também oferecer condições de equidade, colocam a Meritor no trilho para o futuro, como parte integrante dos seus processos para impulsionar o crescimento e trazer mais inovação”, destaca Nathalia Molina, diretora de Recursos Humanos, Jurídica e de Aftermarket da Meritor para a América do Sul.

Fotos: Meritor