Scania celebra o Dia da Paixão Scania para comemorar 64 anos no Brasil

A Scania comemora neste 2 de julho o Dia da Paixão Scania, data que marca o início das atividades da montadora sueca no Brasil, que completa 64 anos de atividades no país. Entre os eventos para marcar a data, a Scania realizou uma coletiva virtual para a imprensa, com apresentações realizadas pelos executivos Roberto Barral, Silvio Munhoz, Marcelo Montanha e Gustavo Andrade, que explanaram sobre a nova geração de caminhões e serviços da marca, e responderam às questões formuladas pelos convidados.

A nova geração de caminhões Scania, que completa dois anos de lançamento no país, com um total de 28.904 veículos vendidos, registrou a venda de mais de 7 mil unidades no primeiro semestre de 2021 e conquistou a liderança no segmento de pesados de janeiro a maio. Os novos veículos apresentam, entre suas inovações, maior economia de combustível. “Chegamos a um ponto em que somos imbatíveis em termos de eficiência energética, 20% de economia de combustível em comparação com a nossa geração anterior, que já era uma das melhores no mercado nesse quesito”, destacou Silvio Munhoz, diretor de Vendas de Soluções da Scania.

Os novos modelos Scania apresentam cabine com design aerodinâmico aprimorado que reduziu em 2% o consumo de combustível, trem de força com reprojeto para obtenção da máxima eficiência, com o novos motores XPI com sistema de injeção de alta pressão responsável por proporcionar 8% de economia, tecnologia em que a Scania é pioneira no Brasil. Esses propulsores já estão preparados para atender à norma P8 do Proconve, que entra em vigor no início de 2023.

Na linha 2018, os motores apresentavam economia total de 12%, e com a chegada do Actcruise e, mais recentemente, do acelerador inteligente, obteve-se a redução do consumo em 8%, resultando atualmente em 20% de economia. As 25 mil unidades da nova geração Scania que já estão rodando percorreram 2,94 bilhões de quilômetros, representando uma economia de 160 milhões de litros de diesel, equivalendo a R$ 453 milhões, e redução de emissão de 420 mil toneladas de CO2.

A marca enfatizou sua atuação não apenas como produtora de caminhões, mas como provedora de soluções aos clientes, com a oferta de serviços como conectividade, programa de manutenção, treinamento de motoristas e soluções financeiras, com foco nos resultados. Há alguns anos, a Scania foi pioneira entre as montadoras de veículos comerciais na adoção do atendimento virtual, em função da pandemia, o que também ajudou a agilizar mais os serviços aos clientes. A conectividade é fundamental na estratégia da marca, que chegou à marca de 45 mil veículos conectados no Brasil, com 60% dos caminhões novos vendidos com planos de serviços que podem ser customizados, totalizando mil veículos com esses planos.

A Scania está lançando a evolução do PMS (Plano de Manutenção Scania) Premium, que já permitia a redução em 25% nos custos de manutenção através de preço por quilômetro dinâmico, ou seja, proporcional ao consumo de combustível, e pagamento por quilômetro (o cliente só paga o que rodar). É o novo PMS Premium Uptime, que une conectividade e gestão inteligente através de dois novos dispositivos, a Scania Control Tower, que atua na gestão ativa para reduzir em até 30% o tempo de parada, e o Pay per Use, que permite personalizar o plano conforme a necessidade de cada operação.

Quanto ao segmento de ônibus, a Scania debita o fraco desempenho em vendas à crise da pandemia do novo coronavírus, que afetou todas as marcas que atuam na categoria. No setor de motores, a crise hídrica tem movimentado muito o setor de geração de energia, com o aumento das encomendas de propulsores Scania para essa finalidade em torno de 25% em relação ao mesmo período do ano passado, com demanda impulsionada pelas usinas termoelétricas, que representam 70% dos negócios.

A Scania destacou como grande novidade a linha de caminhões extrapesados movidos a gás GNV e ou biometano como tecnologia com foco na emissão zero de carbono, contando a parceria de grandes empresas embarcadoras brasileiras que igualmente têm compromisso com a sustentabilidade como Pepsico, Nestlé, Nespresso, Unilever, Carrefour, Gerdau, Mercado Livre, Americanas e L’Oreal, com 150 unidades vendidas, com expectativa de chegar a 200 veículos comercializados até o final do ano.

A Scania realizará nesta sexta-feira, 2 de julho, às 17h30, a live do Dia da Paixão Scania aberta ao público em geral, promovendo um bate-papo com clientes e fãs sobre a história da marca ao longo dos 64 anos de Brasil. Para participar, clique aqui e faça o cadastro.

Imagem: Scania