Renault Alaskan desembarca no Porto de Paranaguá

Unidades da picape média Renault Alaskan desembarcaram no Porto de Paranaguá, no Paraná. Há imagens de flagra também de uma cegonha transportando várias Alaskans rumo à fábrica da Renault em São José dos Pinhais (PR). Não há informações oficiais da montadora sobre a presença das caminhonetes no país, mas há rumores de que os modelos chegaram para testes de homologação para lançamento no Brasil em breve.

A Alaskan é “prima” da Nissan Frontier, as duas picapes utilizam a mesma plataforma, elementos mecânicos, cabine e caçamba, ficando as diferenças visuais mais evidentes em relação ao modelo da Nissan por conta da frente com design da grade, que segue a identidade dos carros da linha Renault, e da tampa traseira que traz o logotipo da marca francesa. No interior, o painel de instrumentos das duas picapes são similares.

Até o ano passado, a Alaskan era produzida na unidade da Renault-Nissan-Mitsubishi em Barcelona, Espanha, onde também são produzidas as picapes Nissan Frontier e Mercedes-Benz X-Class, que compartilham mesmo projeto com a caminhonete da Renault. Atualmente, a Alaskan passou a ser produzida na unidade do grupo em Córdoba, Argentina, onde é produzida também a Nissan Frontier. A Renault Alaskan foi lançada no mercado argentino no final de 2020, onde é vendida a partir de $ 3.370.000 (R$ 175 mil), com duas opções de motores diesel common-rail, o 2.3 16v turbo, com 160 cv, e o 2.3 16v biturbo, com 190 cv.

Foto: Portos do Paraná