DNIT conclui obras em trechos das rodovias BR-430 (BA) e BR-153 (SC)

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) concluiu as obras de restauração em trechos da BR-430, na Bahia, e na BR-153, em Santa Catarina, dando continuidade ao plano da entidade de recuperação e construção de rodovias em todo o território nacional.

Na BR-430 (foto), na Bahia, foram concluídas obras de manutenção e conservação de 30 quilômetros da BR-430/BA, entre os municípios de Bom Jesus da Lapa, no km 291,20, e Riacho de Santana, no km 321,20. As intervenções no segmento foram iniciadas em dezembro do ano passado, com o intuito de proporcionar melhores condições de trafegabilidade e maior segurança aos usuários da rodovia. O segmento foi liberado ao tráfego nesta terça-feira (22).

Com investimento de cerca de R$ 4,3 milhões, a obra contou com serviços de manutenção, como microrrevestimento entre Bom Jesus da Lapa (BA) e Riacho de Santana (BA), revestimento asfáltico em concreto betuminoso usinado a quente (CBUQ) na Travessia Urbana de Igaporã, além de roçada, correções e tapa-buracos ao longo de todo o trecho. Com a conclusão total das obras, serão entregues ao todo 140,80 quilômetros no trecho entre o km 291,2 e o km 432.

A BR-430 permite a interligação da região Oeste, passando pelo Sudoeste, com destino a Salvador (BA), e é o principal corredor de tráfego para o turismo, a partir de Brasília e Goiás, às praias do litoral baiano. A rodovia também é utilizada por romeiros com destino às festas religiosas de Bom Jesus da Lapa e para o transporte de grãos provenientes do Oeste da Bahia e do minério de urânio extraído de Caetité (BA). Com a conclusão da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL), a BR-430 será uma importante via para o escoamento de grãos até o Porto Seco de Caetité.

Já na BR-153, em Santa Catarina, foi concluída a restauração e sinalização de 10 quilômetros da rodovia, um trecho localizado no município de Água Doce, entre o km zero e o km 10, iniciando na divisa entre os estados de Santa Catarina e Paraná, seguindo no sentido sul. Foram realizados serviços de fresagem do revestimento danificado e adição de camadas de base e revestimento em concreto asfáltico ne pista e no acostamento.

Com um investimento de aproximadamente 9 milhões de reais, o DNIT restaurou e sinalizou o segmento mais crítico da rodovia, com melhoria na segurança. Será dado prosseguimento na restauração no sentido sul da rodovia, totalizando 18 km, com término previsto para agosto. A BR-153 é uma importante via de ligação entre a Região Sul e o restante do Brasil, com predomínio de trânsito de transporte de cargas, atravessando os municípios de Concordia (SC), Irani (SC) e Água Doce (SC).

Foto: DNIT