TransMaroni adquire 50 caminhões Scania movidos a gás

A TransMaroni, empresa de transporte e logística com sede em São Paulo (SP), chegou a um total de 50 caminhões Scania movidos a gás natural e ou biometano, a maior frota do Brasil com esta solução alternativa ao óleo diesel. A iniciativa faz parte de um ciclo de ações da companhia com foco na sustentabilidade, com investimentos de R$ 50 milhões. A Scania lidera o mercado nacional na implementação dessa tecnologia e já comercializou um total de 150 caminhões a gás desde o início das vendas no país em outubro de 2019.

A TransMaroni adquiriu as primeiras 11 unidades de caminhões Scania a gás em outubro de 2020, e posteriormente veio realizando compras de pequenos lotes até a mais recente transação, no final do mês de maio, de mais 39 veículos, fechando um total de 50 unidades. A maior parte dos caminhões estão na programação de produção de 2021 da montadora, com alguns lotes já sendo entregues para serem utilizados em operações nos segmentos alimentício, de varejo, de higiene e limpeza, de cosméticos e de e-commerce em diversos estados brasileiros em contratos com as empresas B2W, Carrefour, Grupo Big, JBS, L’Oréal, Nestlé e Unilever.

“No início das vendas deste pioneiro produto da Scania, eram os embarcadores que estavam orientando as empresas que transferem suas cargas a buscar esta solução alternativa ao diesel. Ou seja, as grandes marcas que têm a sustentabilidade como meta e reconhecem a importância de reduzir os impactos das atividades logísticas, contribuindo para as próprias metas relacionadas a ESG (Environmental, Social and Governance). Esse cenário vem mudando. Os próprios transportadores estão buscando adotar práticas mais sustentáveis e nos procuram cada vez mais, ou seja, este é o movimento que passa a se tornar o normal. A TransMaroni é um grande exemplo desta mudança quando compra esta frota histórica e passa a oferecer ao mercado sem, necessariamente, já ter um contrato de frete”, declara Silvio Munhoz, diretor de Vendas de Soluções da Scania no Brasil.

Os caminhões extrapesados Scania movidos a gás são destinados a médias e longas distâncias e são equipados com motores de ciclo Otto, similar ao conceito dos motores flex gasolina/etanol de automóveis, mas desenvolvidos para utilizarem gás natural e ou biometano, ou a mistura de ambos, como combustível. Os motores possuem tecnologia específica para a combustão de gás, não são motores diesel convertidos, e apresentam desempenho similar ao de motores movidos a diesel e são mais silenciosos do que estes.

“É uma grande satisfação termos a maior frota de caminhões movidos a gás do Brasil. A TransMaroni vem passando por mudanças estratégicas ao longo destes últimos anos, o transporte de cargas também, e recentemente a sociedade em razão da pandemia. Todos somos responsáveis por melhorar o planeta. Com a frota a gás estamos e vamos entregar um frete com menor impacto, para tornar o mundo melhor. Acreditamos muito nesta filosofia. É um jeito novo de abordagem com nossos clientes”, diz Gustavo Maroni, diretor operacional da TransMaroni Transportes.

Os veículos movidos a gás da Scania são muito seguros em caso de acidentes ou explosão, com cilindros e válvulas certificados pelo Inmetro, sendo os cilindros resistentes produzidos com o mesmo material de ogivas de mísseis e três válvulas que, em caso de anomalia na vazão, pressão ou temperatura ocasionados por colisão ou incêndio, liberam o gás para a atmosfera para que seja dissolvido sem perigo de explosão, sendo menos perigoso do que veículos movidos a óleo diesel.

“Conforme as empresas puxam a transição a um sistema mais sustentável, mais atores se juntam nesta jornada para que toda a cadeia possa se mover unida. Estamos ajudando a viabilizar cada vez mais a solução ao transportador em suas necessidades. Prova disso, é que acabamos de anunciar uma parceria com a Comgás. A cada avanço vão diminuindo os gargalos da distribuição do gás”, finaliza Silvio Munhoz.

Foto: Scania