VWCO duplica exportações de caminhões e ônibus no primeiro quadrimestre

A VW Caminhões e Ônibus registrou a duplicação das exportações de caminhões e ônibus da marca entre janeiro e abril de 2021, em comparação com o mesmo período do ano passado, saltando de 1.084 para 2.527 unidades. Tendo em vista o mercado envolto em dificuldades em 2020 por conta da pandemia, pode-se considerar que os resultados do primeiro quadrimestre deste ano apontam para uma recuperação.

“Cada mercado experimenta razões diferentes para a alta na demanda, mas modo geral podemos observar uma tendência de recuperação e retomada após um período tão difícil como o início de 2020”, declara Roberto Cortes, presidente e CEO da VWCO.

O Chile foi o país que mais importou veículos da VW Caminhões e Ônibus, com 720 unidades, com demanda ampliada pelo setor de mineração de cobre e de outras commodities daquele país, com destaque para o sucesso do VW Constellation 17.280 no mercado chileno. No Uruguai, a VWCO conquistou a liderança do mercado uruguaio de caminhões com o Constellation 24.250, alcançou o marco histórico de 100 caminhões Volkswagen vendidos em um mês e obteve vendas significativas do VW Delivery Express em apenas seis meses de mercado.

A família Delivery vem tendo sucesso também nos demais países da América Latina, as vendas são impulsionadas principalmente pela demanda do segmento de distribuição de alimentos e bebidas, especialmente da versão 11.180, veículo mais exportado pela VWCO no primeiro quadrimestre. Países da América Central, como Guatemala e Honduras, começaram também a receber os modelos, ampliando sua participação no mercado do continente.

Nas exportações para a África, o destaque são os ônibus da marca, em especial o Volksbus 17.210, embarcado para Angola e África do Sul para entregas a clientes que operam no transporte público e fretamento, respectivamente. Todas as unidades exportadas são equipadas com dispositivos de biossegurança para combate da pandemia da covid-19. Os modelos enviados para Angola, por exemplo, são equipados com barreiras de proteção para motorista e cobrador, entre outros itens do sistema Marcopolo BioSafe.

Foto: VWCO