Marcopolo e Volvo exportam 30 ônibus para a Guatemala

Foram embarcados 30 unidades do ônibus com chassi Volvo B270F Euro 5 e carroceria Marcopolo Torino para a Guatemala. Os veículos operarão no transporte público da cidade de Santa Catarina Pinula, que realizou licitação para renovação de frota. A negociação foi intermediada pela Centrobus, representante da Marcopolo na América Central.

“É muito importante este novo fornecimento, pois representa a primeira venda da Marcopolo para esta cidade da Guatemala e reforça a nossa presença na América Central. As exportações foram prejudicadas pela pandemia no ano passado e seguem em ritmo abaixo dos volumes históricos, mas acreditamos que, gradativamente, vamos retomar as vendas para as Américas de forma geral e África”, destaca André Vidal Armaganijan, diretor de Operações Internacionais e Comerciais da Marcopolo.

Os ônibus Marcopolo Torino Volvo exportados para a Guatemala contam com itens da tecnologia de biossegurança Marcopolo BioSafe, como pegadores com material antimicrobiano e dispenser de álcool em gel na porta dianteira. Os veículos também foram equipados com rampas manuais de acesso nas duas portas de passageiros e espaço dedicado a um cadeirante. Para a segurança, receberam quatro câmeras de monitoramento interno e externo.

Os ônibus têm comprimento de 11,5 metros, capacidade para 62 passageiros, com 33 sentados, em poltronas estofadas modelo City, e 29 em pé, e sistema de ventilação com dois circuladores de ar citivent. Os veículos apresentam itinerários eletrônicos (dois itinerários externos e um interno) e preparação para sistema de áudio.

O segmento de ônibus urbano gerou uma receita líquida total de R$ 1,4 bilhão para a Marcopolo em 2020, sendo R$ 978,9 milhões oriundos do mercado externo. No Brasil, a participação da Marcopolo no mercado de urbanos cresceu 14,8% em relação a 2019, mantendo a liderança, com 52,7% de participação no mercado nacional em 2020.

Foto: Humberto Michaltchuk/Prata Gelatina/Marcopolo