Vacinação prioritária contra gripe de profissionais do transporte é solicitada

Caminhoneiros, portuários e outros profissionais do setor de transportes deverão entrar para o grupo prioritário de vacinação contra a influenza (gripe). A CNT (Confederação Nacional do Transporte) encaminhou ao Ministério da Saúde um ofício solicitando a inclusão de trabalhadores de todos os segmentos de transporte (rodoviário, ferroviário, aéreo, naval e portuário), de cargas e de passageiros no país.

No documento entregue ao governo federal, a CNT salientou que “o objetivo é proteger a população contra as formas mais graves de influenza e diminuir a cadeia de transmissões dessa doença respiratória, uma vez que — sejam nos ares, portos, estradas ou vias urbanas — esses profissionais são fundamentais para o funcionamento do país”.

O presidente da CNT, Vander Costa, colocou à disposição do ministério as 157 unidades do Sest Senat (Serviço Social do Transporte/Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte) presentes em todo o território nacional para o serviço de aplicação das vacinas nos trabalhadores do transporte.

Com informações da Agência CNT | Foto: Geber 86/Getty Images