VW realiza treinamento de segurança antes de iniciar produção de caminhões elétricos

A VW Caminhões e Ônibus dá início ao primeiro ciclo de treinamento de segurança antes de dar início à fabricação, ainda no primeiro semestre de 2021, do seu primeiro veículo com propulsão elétrica, o e-Delivery. A ação preparatória envolverá todos os colaboradores da cadeia produtiva do novo caminhão, desde os que trabalharão na montagem dos componentes elétricos na linha de montagem até funcionários dos escritórios da montadora.

“Trata-se de uma imersão nas demandas específicas da propulsão elétrica, para ensinar aos colaboradores como reconhecer e lidar com os processos de segurança deste novo produto, de acordo com os mais rigorosos testes e certificação necessários a um lançamento histórico como este”, comenta Roberto Cortes, presidente e CEO da VW Caminhões e Ônibus.

O programa de qualificação foi desenvolvido e realizado em conjunto com os times de Engenharia, Recursos Humanos e treinamento da rede de assistência técnica da VWCO, e foca em pontos fundamentais no processo, como a montagem da bateria e seu carregamento elétrico, chamado de “comissionamento de veículo de alta voltagem”, quando o veículo elétrico é energizado pela primeira vez, o que exige procedimentos específicos de segurança para operar com tensões superiores a 600V.

Toda a infraestrutura do complexo industrial de Resende (RJ) também está sendo adaptada para a produção de caminhões eletrificados, com carregadores de bateria com capacidade de recarga de até uma hora, que serão utilizados para reabastecer os veículos os protótipos da montadora para testes de laboratório e rodagens de certificação antes do início da produção em série.

Os primeiros e-Delivery foram produzidos na fábrica-laboratório da VWCO denominada Planta Piloto, onde estão sendo testados e definidos todos os processos produtivos dos novos veículos elétricos. Os modelos já estão em testes de desenvolvimento e validação de engenharia para a necessária homologação, tanto em ensaios em laboratórios em todo o país, quanto no campo de provas, onde são realizadas simulações de condições reais de operação, com uso de novas tecnologias de aferição que permitem que se obtenha em apenas seis meses o equivalente a dez anos de desenvolvimento.

Além dos veículos testados pela própria VWCO, soma-se ao desenvolvimento do e-Delivery o modelo à disposição da Ambev, que roda há mais de dois anos realizando distribuição de bebidas, tendo já alcançado mais de 30 mil quilômetros rodados. Segundo constatado pela montadora, o veículo a serviço da Ambev deixou de emitir 22 toneladas de CO2 na atmosfera e evitou o consumo de cerca de 6500 litros de diesel.

Foto: VWCO