Neste sábado nasce a Stellantis, quarto maior grupo automotivo do mundo

A fusão entre a FCA (Fiat Chrysler Automobiles) e a PSA (Peugeot Societé Anonyme) tornou-se efetiva neste sábado (16), conforme anúncio oficial à imprensa e ao mercado. A união dá origem ao novo grupo automotivo Stellantis, que passa a reunir as marcas Fiat, Alfa Romeo, Maserati, Lancia, Abarth, Chrysler, Dodge, Jeep, Ram, SRT, Peugeot, Citroën, DS, Opel e Vauxhall, além das fornecedoras da cadeia automotiva Comau, Mopar, Teksid e Faurecia, e a empresa de serviços de mobilidade Free2Move.

A nota também informa que as ações da Stellantis começarão a ser negociadas na Euronext, em Paris, e no Mercato Telematico Azionario, em Milão, nesta segunda-feira (18), e na Bolsa de Valores de Nova York na terça-feira (19). O novo grupo será listado nas bolsas de valores com o código “STLA”. Ao mesmo tempo, será iniciado o processo de reestruturação global para estabelecer a sinergia entre as várias divisões do novo grupo.

O executivo português Carlos Tavares é o CEO da Stellantis, enquanto o norte-americano John Elkann (bisneto de Giovanni Agnelli, fundador da Fiat) é o presidente da nova companhia. “Queremos ter um papel de primeiro plano na próxima década, que redefinirá a mobilidade, assim como fizeram nossos pais fundadores com grande energia nos anos pioneiros. A próxima década redefinirá a mobilidade. Nós pretendemos ter um papel determinante na construção desse novo futuro, e foi essa a intenção em nos unirmos”, declara Elkann.

Imagem: Stellantis