Volvo FH 540 é o caminhão mais vendido do Brasil em 2020

O extrapesado Volvo FH 540 conquistou pela oitava vez em doze anos a liderança do ranking de vendas. O modelo manteve-se líder no mercado brasileiro com o emplacamento de 5.870 unidades de janeiro a dezembro de 2020, segundo levantamento divulgado pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). E a vice-liderança no segmento de pesados também pertence a um Volvo, o FH 460, com 3.936 unidades emplacadas no ano passado.

“Este resultado mostra novamente a grande preferência que o mercado nacional tem pelo FH, um caminhão que se consolidou como a melhor opção em transporte comercial. Há anos estamos sempre nas primeiras posições em emplacamentos. É a prova de que o transportador brasileiro é extremamente profissional e escolhe o FH por causa de seus atributos de grande disponibilidade e robustez, alto grau de tecnologia embarcada e baixo consumo de combustível”, declara Alcides Cavalcanti, diretor executivo de Caminhões da Volvo.

Entre os fatores que mantêm o FH líder de mercado estão o alto índice de tecnologia embarcada, a eficiência e confiabilidade mecânica, os recursos de segurança ativa e passiva (uma longa tradição da marca sueca), o espaço, conforto e ergonomia da cabine, e principalmente a alta valorização do modelo no mercado de usados, algo que é muito levado em consideração no Brasil. Em 2020, o FH 540 6×4 conquistou a primeira colocação do prêmio “Campeão de Revenda” da revista Frota&Cia, certificando que o extrapesado da Volvo teve a menor depreciação de preço no período de três anos entre todos os caminhões pesados com motor acima de 500cv, com base na Tabela Fipe.

O FH é um caminhão que sempre teve um excelente prestígio no mercado, o que aumentou ainda mais com a introdução de novas tecnologias no modelo, como a Aceleração Inteligente, que o tornaram até 10% mais econômico ao controlar o torque e potência do motor necessários conforme a topografia e a carga, o entre-eixos de 3,50 m, de série no FH 460 4×2 e 6×2, a caixa de câmbio I-Shift em sua última geração em conjunto com o I-See, recurso que usa a conectividade GPS para identificar a topografia da estrada, antecipando as trocas de marcha de acordo com os aclives e declives, além dos recursos que aumentam a segurança, como o piloto automático com frenagem automática de emergência (ACC2), controle eletrônico de estabilidade (ESP), monitoramento da faixa de rodagem (LKS) e detector de atenção do motorista (DAS).

Foto: Volvo