Daimler, Iveco e Volvo se unem em iniciativa pelo transporte movido a célula de hidrogênio

As montadoras Daimler Truck AG, a Iveco e Grupo Volvo, junto com as companhias petrolíferas Shell e OMV, estabeleceram parceria na iniciativa H2Accelerate (H2A), que visa a criar condições para a introdução em massa do transporte movido a célula de hidrogênio inicialmente na Europa, com o escopo de atender às normas de eliminação das emissões de carbono que entrarão em vigor naquele continente.

“As empresas participantes da iniciativa H2Accelerate concordam que os caminhões movidos a hidrogênio serão a chave para permitir o transporte livre de CO2 no futuro. Esta parceria sem precedentes é um marco importante para impulsionar as condições estruturais corretas para o estabelecimento de um mercado em massa para caminhões baseados em hidrogênio. É também uma chamada à ação para os governantes, demais envolvidos e a sociedade como um todo”, declara Martin Daum, CEO da Daimler Truck AG e membro do conselho de administração da Daimler AG.

Os participantes do programa H2A acreditam que os investimentos sincronizados em todo o setor durante a atual década irá gerar condições para a introdução de um mercado em larga escala de transportes rodoviários pesados abastecidos com hidrogênio para atingir nível zero de emissões até 2050.

A introdução em larga escala dos caminhões abastecidos com hidrogênio deverá criar novas indústrias: instalações de produção de hidrogênio livres de emissões de carbono, sistemas de distribuição de hidrogênio de grande escala, uma rede de alta capacidade de reabastecimento de hidrogênio líquido e gasoso, e a produção de caminhões que serão abastecidos com hidrogênio.

A iniciativa conta com duas fases. Na Fase 1, serão disponibilizados os primeiros 20 postos de reabastecimento e a primeira centena de caminhões a hidrogênio, destinados a testes de conceito dos veículos de postos em locais seletivos. Na Fase 2, na segunda metade da década de 2020, o objetivo é atingir a produção de 10 mil caminhões e postos com cobertura em toda a Europa.

Através da parceria H2Accelerate, os membros esperam trabalhar em conjunto visando a busca de financiamento para os primeiros projetos pré-comerciais durante a Fase 1 do programa. Paralelamente, os participantes irão recorrer aos governantes e agências reguladoras para fomentar um ambiente político que ajude a apoiar o aumento subsequente da fabricação de caminhões a hidrogênio e uma rede de reabastecimento de hidrogênio em toda a União Europeia.

Os integrantes da H2A já vêm desenvolvendo veículos pesados movidos a célula de hidrogênio. A alemã Daimler criou o caminhão conceito Mercedes-Benz GenH2 Truck, a italiana Iveco estabeleceu parceria com a norte-americana Nikola para o desenvolvimento do Nikola Tre, cavalo mecânico a ser produzido na Alemanha, e a sueca Volvo apresentou recentemente uma linha completa de caminhões elétricos com bateria como transição para a adoção em breve de tecnologia de célula de hidrogênio desenvolvida pela parceria com a Daimler anunciada no ano passado.

Foto: Mercedes-Benz