Novo FNM elétrico já roda em testes na fábrica

O novo caminhão FNM, agora com propulsão elétrica, já está em fase de testes na Unidade 2 da Agrale, em Caxias do Sul (RS), planta onde o modelo será produzido. A nova FNM tem sua sede no Rio de Janeiro (RJ), mas fechou parceria com a Agrale para a fabricação dos veículos, que foram desenvolvidos a partir de projetos dos caminhões da montadora gaúcha. “É um produto FNM com suporte, engenharia e montagem da Agrale”, afirma Edson Martins, diretor comercial e de marketing da Agrale.

Conforme divulgado em vídeo pela FNM Elétricos, já estão sendo realizados testes de aceleração do veículo nas dependências da fábrica, que foi equipado com motor elétrico com potência equivalente a 350 cv e torque de 357 kgfm. O FNM 833 é um modelo chassi rígido com PBT (peso bruto total) de 18 toneladas, segundo informação da marca. As baterias serão fornecidas pela norte-americana Octillion Power Systems e terão autonomia de 300 km. O caminhão utiliza a mesma cabine em fibra de vidro da linha S da Agrale, mas com design frontal que faz referência ao antigo e icônico FNM D-11000, com as letras F, N e M dispostas em diagonal sobre a grade.

O início da produção do novo FNM deverá ser em 2021 e já estão sendo realizadas pré-vendas do veículo. Um outro modelo, o 832, com PBT de 13 toneladas, também está previsto, mas a marca ainda não definiu a data do início de sua fabricação. O 832 é um caminhão um pouco mais compacto do que o 833, com 6,3 m de comprimento, e será destinado principalmente a operações de coleta e entrega no ambiente urbano. Segundo a marca, os novos FNMs serão equipados com tecnologia SmartTruck de conectividade, com telemetria dos dados do veículo e da rota, com o monitoramento e gestão logística a partir da sede da empresa operadora de transporte.

Foto: FNM Elétricos