Iveco S-Way NP 460 GNL é eleito Caminhão Sustentável de 2021 na Itália

O Iveco S-Way NP 460 GNL conquistou o prêmio “Caminhão Sustentável de 2021”, concedido pela revista italiana Vado e Torno, especializada em caminhões e transporte rodoviário de cargas. O modelo venceu na categoria “Trator”, que premia cavalos mecânicos. Os vencedores foram selecionados por um júri de jornalistas especializados que utilizaram como base de avaliação o índice de sustentabilidade apresentado pela publicação.

“Estamos muito orgulhosos com este importante prêmio, que apoia nossa visão do papel vital do gás natural na obtenção de um transporte sustentável de longo prazo. É a única solução que tem disponibilidade imediata. É o ponto de partida no caminho para as emissões zero, e o Iveco S-Way prova que já é uma realidade”, diz Thomas Hilse, presidente mundial da Iveco.

O S-Way destacou-se pelo desempenho, baixo custo total de propriedade, maior autonomia, baixo nível de ruído, proporcionado assim uma solução sustentável em termos tanto financeiros quanto ambientais. Outro ponto de destaque do caminhão é a conectividade com foco no motorista, no frotista e na sustentabilidade, além da cabine, projetada pela Iveco para que ela seja “a ‘casa’ do motorista durante as viagens”.

O consumo do S-Way NP 460 é de 4,12 km por kg de gás, baixas emissões com redução de 95% no material particulado e 90% no NO² em relação ao diesel, e 95% menos CO² se operar com biometano. O sistema de conectividade mantém o veículo em constante monitoramento por especialistas da Iveco, com o DSE (Driving Style Evaluation) fornecendo avisos em tempo real para ajudar o motorista a dirigir com eficiência e segurança.

A Iveco investe em propulsões alternativas há mais de 20 anos, fazendo da marca uma referência na tecnologia de gás natural no mercado europeu com mais de 35 mil veículos a GNL comercializados no continente. “Hoje, a Iveco está colhendo os frutos do seu compromisso em desenvolver um produto que oferece desempenho e é adaptado às necessidades do motorista, juntamente com a tecnologia sustentável avançada que se tornou uma obrigação”, finaliza Hilse.

Foto: Iveco