Fundador da Itapemirim recebe Medalha de Mérito Mauá

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, homenageou o empresário do ramo de transportes e ex-combatente da Força Expedicionária Brasileira (FEB), Camilo Cola, de 97 anos, com a Medalha de Mérito Mauá. A comenda simboliza o reconhecimento das personalidades por sua contribuição ao desenvolvimento e progresso do setor de infraestrutura do país.

Nascido em Conceição do Castelho (ES), Camilo Cola se alistou no Exército Brasileiro aos 18 anos e integrou o pelotão de combatentes da FEB, que lutou na 2ª Guerra Mundial e entrou para a história após expulsar os alemães de Monte Castello, no Norte da Itália, em 1945. Ao retornar ao Brasil, Camilo conseguiu um empréstimo para comprar seu primeiro caminhão dando início a uma das maiores empresas de transportes do Brasil, a Itapemirim.

“Essa é nossa singela homenagem ao senhor Cola, que fez tanto pelo país, nos campos de batalha da FEB, defendendo nossa liberdade, e pela infraestrutura, conectando pessoas e promovendo o desenvolvimento. É uma honra para mim entregar ao senhor essa comenda do Ministério da Infraestrutura”, disse o ministro.

A Medalha de Mérito Mauá, instituída em 1965, é um reconhecimento ao patrono do Ministério da Infraestrutura, Visconde de Mauá. Industrial e banqueiro, Mauá foi um entusiasta e pioneiro dos meios de transportes no Brasil. Em 1845, ele levantou os estaleiros da Companhia Ponta de Areia, em Niterói, dando início à indústria naval brasileira. Os primeiros trilhos lançados em solo brasileiro, como a ferrovia Santos-Jundiaí, na década de 1940, também são creditados a ele.

Por: Ricardo Botelho | De: Aescom Minfra | Foto: Minfra