Scania com 770 cv é o caminhão mais potente do mundo

A Scania apresentou o modelo com a maior potência entre todos os caminhões fabricados no planeta, 770 cv. O modelo faz parte da nova linha de extrapesados da marca sueca que oferece também modelos com potências de 530, 590 e 660 cv. Os modelos vêm com novos motores V8 mais eficientes, oferecendo maior potência com melhor otimização do combustível. Em comparação com a geração anterior, a economia total pode chegar a 6%, ou até mais se a nova caixa de câmbio for incluída no trem-de-força.

“É claro que essa superpotência não é para todos os clientes, mas vemos uma demanda global crescente por caminhões capazes de lidar com um peso bruto total combinado (PBTC) de 60 toneladas ou mais, para operações especiais”, afirma Alexander Vlaskamp, ​vice-presidente global de Vendas e Marketing da Scania. “A maneira mais rápida de aumentar a eficiência do transporte é no uso de composições de caminhões mais longos e mais pesados. O combustível adicionado para um veículo mais pesado é compensado pela maior capacidade de carga útil. O cálculo de CO² por tonelada é favorável e, além disso, há a oportunidade de operar a nova linha V8 com biocombustíveis renováveis.”

Embora pretenda focar cada vez mais na eletrificação como tecnologia, a Scania crê que a operação de caminhões com motores diesel para grandes rotas ainda se mostra com boa eficiência. “Um caminhão de longa distância na Europa percorre cerca de 150 mil quilômetros por ano. Uma economia razoável em mercados onde combinações mais longas e pesadas são permitidas pode ser de até 3 a 4 mil litros anuais para um caminhão como o nosso novo V8. E, consequentemente, é feita uma diminuição das emissões de CO². Ou seja, uma grande conquista em todos os aspectos”, explica Vlaskamp.

Ainda há uma enorme demanda para os modelos da Scania com motores V8 em países onde o PBTC maior é permitido, principalmente países com territórios muito montanhosos, com estradas íngremes e sinuosas, como os escandinavos, a Itália e a Espanha. Além da potência de 770 cv, o caminhão mais potente do mundo apresenta o impressionante torque de 3.700 Nm, um fator fundamental nessas condições severas de operação.

“Temos uma imagem clara de onde os primeiros caminhões de 770 cv começarão a fazer a diferença”, salienta Vlaskamp. “Há uma forte justificativa para pedir um caminhão assim. Esses clientes buscam a melhor economia operacional total, cientes do fato de que mais carga útil significa melhor eficiência, aumento de receita e maior valor residual. Mas eu sei que alguns de nossos clientes também ficarão mais animados com a alegria e emoção de operar uma ferramenta de trabalho tão magnífica”, conclui o executivo.

Segundo a Scania, não há nenhuma previsão de lançamento da nova linha de cavalos mecânicos extrapesados com motores V8 no mercado brasileiro, onde atualmente o modelo de maior potência da marca, com 620 cv, atende de modo eficiente e suficiente as operações de longa distância no Brasil, que apresenta território com variações topográficas não muito severas de altitude.

Foto: Scania