Ambev fecha a compra de 100 VW e-Delivery

Após dois anos de testes do e-Delivery pela Ambev, fornecido pela Volkswagen Caminhões e Ônibus como parte do desenvolvimento do caminhão elétrico, a companhia produtora de bebidas oficializou a aquisição de 100 unidades do modelo, que começarão a ser entregues em 2021. Os caminhões serão usados para a distribuição de bebidas nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. A entrega será a primeira de um total de 1.600 e-Delivery que a Ambev firmou compromisso de compra até 2023.

“Comprovamos que novas fontes de energia por meio de soluções viáveis e concretas já se tornaram realidade com a chegada do e-Delivery, que foi testado e aprovado com excelentes resultados nas ruas de São Paulo, uma das maiores capitais do mundo. Essa iniciativa entra para a história da indústria automotiva mundial, pois somamos forças para viabilizar a produção dos primeiros caminhões elétricos desenvolvidos e feitos no Brasil”, celebra Roberto Cortes, presidente e CEO da VW Caminhões e Ônibus.

O e-Delivery à disposição da Ambev rodou 30 mil quilômetros em condições reais de operação de distribuição nas ruas de São Paulo, com acompanhamento da engenharia da marca. Com os testes finalizados, a VWCO começará a produzir em larga escala o modelo em sua planta de Resende (RJ), que será o primeiro caminhão leve 100% elétrico da América Latina, sendo que 43% da energia elétrica provém do próprio sistema regenerativo de freios do veículo. Os caminhões serão recarregados nas 48 usinas solares que a Ambev está implementando em seus CDDs espalhados pelo Brasil. Já no primeiro ano de operação, esses 100 caminhões deixarão de emitir aproximadamente 1.540 toneladas de CO² na atmosfera e economizarão 583 mil litros de diesel.

“A parceria é um marco histórico para ambas as empresas: além de ser um dos maiores acordos do mundo, a inovação está sendo desenvolvida aqui no Brasil”, afirma Rodrigo Figueiredo, vice-presidente de Sustentabilidade e Suprimentos da Ambev. “E estamos abertos a compartilhar a tecnologia e os aprendizados que tivemos. Se outras empresas tiverem interesse em também ter uma frota de caminhões mais sustentável, todo mundo ganha, principalmente o planeta e o meio ambiente”.

Foto: VWCO