VWCO e Suspensys firmam acordo de parceria

A Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO) e a Suspensys (integrante do Grupo Randon) firmaram acordo de parceria, com o ingresso da companhia gaúcha produtora de suspensões e eixos no consórcio modular dentro do complexo industrial da VW no município de Resende (RJ), ficando responsável pela pré-montagem das suspensões pneumáticas dos veículos comerciais da marca alemã. O acordo foi realizado remotamente, via videoconferência, entre os executivos das Empresas Randon e o Grupo Traton.

“Integrar o consórcio modular fortalece ainda mais o relacionamento entre as Empresas Randon e a Volkswagen Caminhões e Ônibus, que há mais de 30 anos estabelecem uma importante parceria comercial. Com os investimentos e o fornecimento dos sistemas de suspensão pneumática, mais do que aprimorar nosso portfólio, estamos reforçando, junto ao mercado, nosso posicionamento como companhia que apresenta soluções inovadoras aos clientes”, destaca o vice-presidente executivo e COO das Empresas Randon, Sergio Carvalho.

A Suspensys será responsável também pela montagem do sistema modular de suspensões full-air concebido em conjunto pela Suspensys e a VWCO para seu portfólio de veículos. Desde a fundação da planta da VW Caminhões e Ônibus em 1996, é a primeira vez que o Consórcio Modular VWCO receberá um parceiro para o fornecimento e montagem de um novo componente. A operação terá uma fase piloto em outubro de 2020 e implantação efetiva em 2021. Ao longo dos próximos meses, a Suspensys terá à sua disposição uma área de 4 mil metros quadrados no mesmo prédio que abriga o Customer Forum da VWCO, onde instalará, em um setor separado, a sua linha de montagem.

“Esse anúncio é emblemático para nós. O acordo vem para suprir uma demanda no mercado: cada vez mais, nossos clientes vão buscar o conforto e a eficiência operacional que a suspensão pneumática propicia aos veículos e estamos preparados para isso. Em meio a todo esse cenário difícil que a indústria está vivendo, fechamos uma nova parceria por acreditarmos que o futuro será melhor e promissor”, conclui o presidente e CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus, Roberto Cortes.

Foto: João Lazzarotto/Randon