Novo grupo resultante da união entre FCA e PSA chama-se Stellantis

Os grupos FCA e PSA anunciam que a fusão das duas corporações resulta em um novo grupo que se chamará Stellantis. Cada uma das duas corporações terão participação de 50% na nova companhia. O nome do novo grupo foi criado com a assessoria da companhia de publicidade Publicis Groupe.

A palavra Stellantis tem origem do latim stello, que significa “iluminar com estrelas”, conforme informado pela companhia. O nome faz referência ao alinhamento de marcas automotivas renomadas e com fortes culturas empresariais que, ao se unirem, criam um dos mais importantes grupos do setor automotivo, ao mesmo tempo em que preservam as características intrínsecas de suas partes constituintes.

O grupo Stellantis forma-se em um momento que traz novos desafios para a mobilidade no âmbito global, entre eles a redução de custos de desenvolvimento e produção, a importância da presença nos mercados de todos os continentes, a exigência por veículos seguros e ecologicamente responsáveis, e a demanda crescente por novas tecnologias, como eletrificação, automação e conectividade, e a união das expertises dos grupos FCA e PSA ampliam a capacidade da companhia perante esses desafios.

Após a definição do nome do novo grupo, será ainda desenvolvido um logotipo a ser utilizado juntamente com o nome Stellantis para ser usado exclusivamente como marca corporativa do grupo, não devendo ser usado como marca de nenhum produto. As marcas constituintes do novo grupo, Fiat, Alfa Romeo, Maserati, Lancia, Abarth, Chrysler, Dodge, Jeep, Ram, Mopar, SRT, Peugeot, Citroën, DS, Opel e Vauxhall, permanecerão inalteradas. A conclusão do processo de fusão se dará no primeiro trimestre de 2021, devendo passar pela avaliação dos acionistas da FCA e PSA e das autoridades regulatórias.

Imagem: FCA/PSA