Caio e Scania estão entregando 355 novos ônibus no Chile

A Caio Induscar, em parceria com a Scania, está entregando 355 ônibus para o sistema de transporte público da cidade de Santiago, no Chile, chamado Red Metropolitana de Movilidad. Os novos modelos renovam a frota da empresa Express Uno. O mercado chileno é já um tradicional destino dos ônibus da fabricante paulista. “Nossos produtos se destacam pela resistência, inovação e tecnologia, visando atender diariamente às necessidades de clientes e passageiros, com qualidade e excelência”, afirma o diretor comercial da Caio, Paulo Ruas.

O modelo de ônibus adquirido é o Mondego, com motor traseiro Scania. Das 355 unidades, 135 são articuladas, com 18,6 m de comprimento e chassi Scania K320 UA 6×2/2, e 220 são padron, com 12,5 m de comprimento e chassi Scania K280 UB 4×2. Todos os modelos são equipados com rampas móveis e assentos especiais destinados a PCD (pessoas com deficiência), mobilidade reduzida ou idosos.

O Caio Mondego conta com diversos recursos tecnológicos. “Os ônibus possuem sistema multiplex, o qual proporciona ao condutor o controle total das funções do ônibus e auxilia na identificação de falhas operacionais e elétricas; contam com sensores de estacionamento na parte traseira e dianteira, quatro itinerários eletrônicos em LED com atualização via wi-fi, preparação para GPS e wi-fi, tomadas USB para recarga de smartphones e outros eletrônicos, gerenciamento de frota, monitoramento por câmeras e alto-falantes para realizar a sonorização interna”, salienta Maurício Lourenço da Cunha, diretor industrial da Caio.

O modelo ainda possui ar-condicionado, poltronas injetadas semiestofadas para passageiros e solicitação de parada sem fio. O posto do motorista é isolado com uma parede de vidro, isolando-o dos passageiros, uma exigência no país vizinho. O assento do condutor é ergonômico e pneumático, com encosto alto e regulagem de altura acionada por botão no painel. As portas do Caio Mondego são de tipo fole, com acionamento pneumático, sistema antiesmagamento e bloqueadores para evitar a abertura com o veículo em movimento, visando à segurança dos passageiros.

Foto: Caio Induscar/Scania